SAUDE GERAL

5 exercícios para melhorar sua saúde

Rate this post

Os benefícios do exercício físico

Na realidade, junto com o descuramento com tóxicos porquê o tabaco, moderar -ou parar – a ingestão do álcool, ter uma dieta equilibrada e rica em frutas e vegetais, no interior de ignorar os controles com saúde de rotina e ter uma atitude positiva na vida, a prática regular com exercício físico forma de segmento para um estilo de vida saudável.

O exercício físico, segundo informações do que a Fundação Espanhola do Coração, ajuda na direção de prevenir a diabetes, hipercolesterolemia e hipertensão, que são os três fatores do risco mais importantes para o desenvolvimento do que doenças cardiovasculares. Também fortalece a massa muscular, diminui a perda mineral óssea e melhora o equilíbrio, a coordenação e a agilidade, o que reduz o risco do que sofrer quedas e fraturas, a respeito de tudo em idade avançada. Os especialistas também apontam que diminui a dor crónica associada ao envelhecimento.

Mas isso em cima é tudo. Além disso, vigia em bom estado a função cognitiva (o que é muito benéfico para ajudar a manter essa listra demência), reduz o risco de sofrer depressão e ansiedade e melhora a dignidade. O sistema imunológico, cardiovascular e respiratório também se beneficiam do efeito. Mas, quais exercícios são os mais recomendados?

1. Exercícios para melhorar a saúde cardiovascular

Para melhorar o estado cardiovascular, José Miguel do Castelo Molina, licenciado em Ciências entre a Actividade Física e do Desporto, recomenda-se realizar pelo menos 150 minutos semanais com atividade aeróbica moderada, porquê andar de bicicleta ou caminhar rápido. “Uma forma dentre saber se está ejercitándote na direção do levante nível desde intensidade é que ainda pode manter uma conversa”, esclarece o profissional. “Se você tiver dentre menos tempo, você pode fazer 75 minutos semanais de atividade aeróbica vigorosa (anaeróbica), porquê decorrer ou jogar ténis individual. No oriente nível dentre intensidade, no interior de pode dizer mais do que algumas palavras a separação”, adverte.

Mas, o que é preferível: andejar ou decorrer? “Minha recomendação profissional para melhorar a saúde é o que chamo de ‘gaspacho cardiovascular”, uma mistura com atividade aeróbica e anaeróbica semanário; é dizer, uma ‘salada com intensidade’ moderada e intensa. Por meio de exemplo, duas corridas entre 30 minutos mais de 30 minutos entre andar rápido são em direção a 150 minutos com atividade aeróbica moderada”. No caso dentre uma pessoa que sofra de peso, obesidade ou qualquer patologia do bomba locomotor, e que estão desencorajados para ela, o impacto recitar, “há que optar até meios mais respeitadores porquê da elíptica ou bicicleta, bem regulamentadas na direção de suas medidas antropométricas”, aponta Do Castelo, que também é oral do Colégio Solene com Licenciados em Educação Física e Ciências da Atividade Física e o Esporte do que a Comunidade entre Madrid (COPLEF Madrid).

E se a pessoa se inclina através de caminhar, o que é preferível: fazê-lo antes dentre manducar ou depois? José Miguel do Castelo diz que “se a pretensão é descer com o peso, o melhor antes de consumir ou, pelo menos, três horas depois do ter moído, para obter acesso antecipado e ‘puxar’ mais do que a gordura subcutânea e visceral”. Se, ao contrário, o objetivo é manter os níveis de glicemia estáveis (glicose no sangue), há duas opções:

  • Com intensidade subida: 30 minutos antes com tudo, comida, exercícios breves e intensos (conhecidos uma vez que “snacks dentre exercício” ou “exercício-snacking”).
  • Com intensidade baixa: caminhar 10 minutos depois do almoço, no peculiar, após a refeição do meio-dia onde se consomem mais carboidratos, melhora com forma significativa o controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes tipo 2, embora o exercício em torno das refeições é benéfico para todas as pessoas com diabetes-.

2. Reforçar o sistema musculoesquelético

O sistema musculoesquelético é possível reforçar com essa simplicidade toda a exercícios do que a força com o próprio peso corporal (autocargas) ou com elásticos, dois ou mais dias, em direção à semana, que incorporem os mesocarpo principais do corpo. “Aconselho incluir cinco tipos do que exercícios que abranjam os movimentos básicos: um de tração, porquê dominadas ou remo virado; um do que impulso, uma vez que os fundos braços; um dominante do que o quadril, uma vez que a elevação ou ponte entre quadril boca para cima; e outra chave de joelho, uma vez que as flexões”, comenta o profissional.

Em favor do último, “terminar com dois tipos com placas antimovimiento, porquê as placas frontais e laterais. Realizar 2 a 5 séries em qualquer exercício do que 10-15 repetições, com um minuto de folga. A partir das placas, 2-3 séries do ferro a 15-60 segundos com 30 segundos de recuperação”, explica Do Castelo.

3. Exercitar-se para manter a flexibilidade

Para resguardar a flexibilidade, leste mestre recomenda não sentido de realizar uma mistura do que alongamentos em cadeias cinéticas (sistema articulações e elos ósseos interligados), que conseguem esticar a forma agrupada vários grupos musculares relacionados com um segmento do corpo e seu movimento associado (anterior, posterior, lateral e contralateral). “Além disso, um bom hábito para manter seus mesocarpo e suas fáscias é a utilização com um rolo em espuma densa (‘roller’), para realizar um automasaje miofascial, que melhora as dores musculares e aumenta a flexibilidade”, expõe Do Castelo.

4. Postura corporal: exercícios para cuidá

A dor nas costas é uma das doenças que mais consultas médicas participação em todas as faixas a idade. No entanto, na maioria das vezes, é fácil prevenir. Há várias zonas do corpo muito castigadas em o sedentarismo recente e que é necessário prestar uma atenção proprietário, ejercitándolas várias vezes para a semana. Para José Miguel do Castelo, os exercícios mais adequados para resguardar uma postura corporal adequada são:

  • Exercícios com força entre a área média do tronco (denominados dentre core ou core), os glúteos e as costas e cintura escapular.
  • Exercícios a partir de flexibilidade entre a musculatura que costuma ser reduzido, uma vez que a região lombar, os isquiotibiais (secção posterior do coxa) e os flexores com quadril (secção anterior e superior da coxa).

Leste técnico recomenda realizar atividades bilaterais em maior secção, já que as unilaterais, uma vez que o futebol, o ténis ou basquetebol, ao empregar, com predominância de um lado do corpo, geram mais desequilíbrios. Ele também aponta que há que obliterados nunca o “treinamento atravessado“, isto é, a prática variada do que a multidão de atividades esportivas no interior de carregar sempre as mesmas zonas musculares e articulares.

“Meus exercícios preferidos são os exercícios com força controlados em conjunto não sentido de os aeróbicos, sempre supervisionados entre um profissional qualificado (CCAFYDE). Além disso, devemos quebrar os longos períodos entre permanecer sentados com uma atividade leve, usando alarmes que nos lembrem-se da necessidade com que nos levantar qualquer tempo certo. É muito importante manter-nos ativos durante todo o dia e aumentar a quantidade de energia que utilizamos nas atividades cotidianas”, confessa Do Castelo.

5. Meditar: mens sana in corpore sano

Há anos que a investigação aponta que ter uma boa saúde emocional tem efeitos positivos na saúde física e mental. A meditação ou o mindfulness traz uma sensação dentre relaxamento físico e tranquilidade e ajuda para reduzir as emoções negativas (porquê a raiva ou hostilidade), o que é muito benéfico para gerir o stress.

Em cima de impedidor, também tem efeitos acima de o estado imunológico. Um estudo realizado na Clínica da Comarca da Axarquia (Málaga), em pessoas com ansiedade e depressão põe a manifesto que melhora os parâmetros do sistema imune: após um programa entre mindfulness, os pacientes viram aumentadas as imunoglobulinas IgG e IgM e as proteínas C3 e C4 (que trabalham com o sistema imunológico) e lhes diminuiu a contagem a partir de monócitos (células brancas do sangue, que aumentam seu número na presença da presença de infecções ou stress).

Mas a meditação também é benéfica para a saúde do coração. Assim, publicam a datar a Fundação Espanhola do Coração (FEC) que, dentre mão com a evidência científica, apontam que a sua prática reduz a pressão arterial, a freqüência cardíaca e a ativação, a adrenalina e o cortisol -conhecidas porquê os hormônios do estresse-, toda a gente fatores conhecidos com risco cardiovascular. Dentre fato, pode reduzir em 48% o risco dentre mortalidade, enfarte miocárdio e acidente vascular cerebral em pacientes com doença arterial coronariana.