DICAS

13 alimentos de Natal perigosos para cães

Rate this post

O Natal é propício aos excessos em nossa dieta. Os cães e gatos, como membros da família, não escapam dessas tradições. Mas, além disso, há alimentos tóxicos para a sua saúde.


O calcanhar de Aquiles alimentar do can existe e temos que conhecê-lo para não cometer erros, como também há alimentos típicos de Natal perigosos para os felinos. Abaixo se apresenta a lista de alimentos e bebidas frequentes em Natal que o cão não deve ingerir: as uvas de Véspera de ano novo, o chocolate, a cebola, o alho, os laticínios, o marisco e o álcool. Outras substâncias, embora em menor medida, também não são aconselháveis para o can, como excesso de sal, o café e algumas plantas.


Uvas: um alimento perigoso para os cães em Natal


As uvas são uma fruta típica para despedir o ano. A tradição, na Véspera do ano novo marca que se comam 12, uma para cada badalada. No entanto, tanto ao natural, como quando são processados para obter uvas passas, são tóxicas para o cão. “Afetam o funcionamento dos rins do animal”, esclarece Roberto Elices, veterinário especialista em nutrição animal e professor da Faculdade de Veterinária da Universidade Complutense de Madrid. Por esse motivo, não há que oferecer nem uma uva ao can.


Marisco: causa da prisão de ventre para o cão


As cascas dos frutos do mar contêm uma substância chamada quitina que o cão não digere bem. Pode causar vômitos, diarréia e constipação aos cães.


Por outro lado, o marisco é um alimento rico em ácido úrico. A maioria dos cães não têm problemas com esta substância, exceto uma raça: dálmata, que pode sofrer de gota.



Imagem: ikostudio


Chocolate, tóxico para o animal


O chocolate é um doce que está muito presente nos bolos e outros doces de natal. No entanto, o chocolate é perigoso para os cães, pois contém uma substância chamada teobrimina, que é tóxica para os cães. “Tanto é assim que a ingestão de 100 gramas de chocolate preto teria graves consequências para a saúde de um cão de 15 quilos”, afirma Imanol Sagarzazu, veterinário e especialista em nutrição animal.


O chocolate pode ser um ingrediente de muitos doces, como o marzipã ou polvorones, camuflado em pequenas quantidades, o que não é recomendável oferecer este tipo de produtos.


Cebola e alho: perigos para o cão


A cebola contém um componente (tiossulfato) que destrói os glóbulos vermelhos do cão. As consequências para sua saúde, especialmente se você está doente ou é muito maior, são anemia, fraqueza e problemas respiratórios. Os alimentos para cães geralmente não contêm cebola, mas há que ter cuidado com os desperdícios, as comidas e os jantares de natal, em que o cão possa deambular. Para evitar isso, você pode colocar o balde de lixo em um lugar onde o animal não tenha acesso, como dentro de um armário ou em um cubo que tenha tampa.


O alho, presente em muitos pratos festivos, também é prejudicial para o can. Os cães não têm um sistema digestivo preparado para metabolizar de forma adequada o alho. Assim, em caso de ingestão, será como se tomassem um composto tóxico.



Imagem: Thamkc


Lácteos: diarréia no cão


O leite e outros produtos que contenham lactose, como iogurte, queijo ou até mesmo algumas sobremesas, não são recomendáveis para a saúde do can. O cão não assimila esta molécula quando ingerido em grandes quantidades, porque seu estômago não tem a enzima encarregada de destruir e metabolizarla. As consequências para um cão que toma lactose são problemas digestivos, como vômitos ou diarréia.


Álcool: tóxico para o cão


Champanhe e vinho são algumas das bebidas alcoólicas comuns nas mesas durante os jantares e almoços de Natal. Por isso, há que ter a cautela se em casa há animais.


Qualquer bebida alcoólica é prejudicial e tóxico para o cão, mesmo em pequenas quantidades. Além disso, não lhe traz qualquer benefício para a sua alimentação.


Precauções com outras refeições em Natal


Além dos alimentos que são tóxicos para o cão, há outros que são prejudiciais para a sua saúde, por diversas razões. Entre esses motivos estão, pois promovem algumas doenças do coração dos cães, ou porque o animal tem dificuldades para digerirlas.



  • Frutos secos. Este alimento se torna difícil de digerir para o cão. “Não são recomendados nem inteiros ou triturados porque o can não os digere bem”, insiste o veterinário e especialista em nutrição animal Imanol Sagarzazu.

  • Sal. Este mineral deve ser reduzido na dieta do cão. Um excesso de sal em um cão com problemas cardiovasculares e hipertensos pode agravar a sua doença. Se no Natal são oferecidos ao animal nozes, presunto serrano ou outro tipo de alimentos com alto teor de sal, se cair no erro de se administrar um excesso deste mineral.

  • Cordeiro. A gordura desta carne, assim como seus ossos, torna-se o temor dos veterinários durante as festas natalinas. A ingestão da carne deste animal provoca desequilíbrios no estômago, o que resulta em vômitos e diarreia.

  • Ossos. “Exceto o de joelho de vaca cozido, podem causar perfurações intestinais, diarreia e prisão de ventre”, explica Sagarzazu. Por isso, o mais adequado é fornecer-lhes os ossos de pele de vaca que vendem para eles.

  • Café e chá. Estas bebidas não são recomendados para o cão pelo seu conteúdo em substâncias excitantes (cafeína e teína).

  • Plantas de interior. No Natal você decorar a casa com plantas como a flor de Páscoa ou o abeto. Mas não podem ser consideradas como um alimento, mas sim convém citá-los, os perigos que representam para o can. A primeira é tóxica e, no caso do abeto, suas folhas são como agulhas podem causar danos internos no intestino ou na garganta. E não são as únicas plantas perigosas: o lírio e a figueira-do-inferno também são prejudiciais.

Tags:


alimentos para cães, cães perigos


Área relacionada


E além disso…

Veja mais sobre Alimentação

RSS. Segue informado


RSS-alimentação de cães


Ao postar um comentário você concorda com a política de proteção de dados


Os comentários de CONSUMER EROSKI são moderados para garantir um diálogo construtivo entre os usuários, por isso, não serão exibidos imediatamente.


Aqui explicamos o que critério seguimos para postar comentários. Aqueles usuários que não seguirem estas regras de cordialidade não terão as suas opiniões em nosso site:



  • Envie, por favor, comentários destinados a compartilhar opiniões em relação aos temas publicados em nosso portal.

  • Evita os insultos ou as desqualificações para fomentar um ambiente em que todos se sintam confortáveis e livres, em suma, um tom que favoreça a participação.

  • Ao comentar, procure não ser repetitivo. Neste sentido, não serão publicados comentários de usuários que utilizem outros perfis para incidir em um mesmo tópico.

  • Não use este canal para anunciar conteúdos comerciais.

Consumer Eroski não se responsabiliza pelas opiniões expressas por seus usuários.


Consumer Eroski é um produto informativo da Fundação Lusa. Qualquer comentário sobre a marca Lusa deve dirigir-se ao Atendimento ao Cliente da Lusa.